Páginas

Ambientes tratados ou controlados?


As pessoas que trabalham na área estão cansadas de saber que tratar um ambiente para gravações não é tarefa fácil. Todos os dias lidamos com problemas de graves, médios excessivos ou falta de agudos. Tudo isso tem a ver com o ambiente em que estamos gravando. É claro que o ideal seria construir uma sala com este objetivo em mente. Poderíamos, então, levantar paredes duplas, usar materiais absorventes, etc. Mas, para a grande maioria de nós, pobre mortais, temos mesmo é que adaptar nossos espaços da melhor maneira possível ou, pior ainda, da maneira mais econômica possível.
A partir de hoje vamos começar a discutir algumas técnicas usadas em muitos estúdios espalhados pelo mundo, que, se não resolvem totalmente o problema, pelo menos nos ajudam a conseguir boas gravações. Isso é o que importa.

A primeira coisa que devemos saber é que um ambiente de gravação não deve ser quadrado. Cantos com 90º não são adequados pois produzem uma área com reverberação, que acaba embolando o som.

Vamos analisar alguns exemplos de conceitos:

• Quando o som atinge uma superfície, uma parte dele é absorvido, uma parte é refletida e outra é transmitida através da superfície. Superfícies densas, em grande parte, vão isolar bem o som, mas refletem o som de volta na sala. Superfícies porosas, em grande parte, irão absorver bem o som, mas não vai isolá-lo.
• A melhor maneira de parar a transmissão do som através de uma estrutura é isolar a fonte sonora a partir da estrutura antes que a estrutura tenha a chance de vibrar.
• Paredes precisam ser isoladas de tetos e pisos, por meio de uma borracha flexível e densa.
• As principais formas de minimizar a transmissão do som de um espaço para outro são acrescentando massa e dissociando-o.
• Cada objeto, cada material de construção tem uma freqüência de resonância na qual ela é praticamente uma janela aberta ao som.
• Diferentes materiais têm diferentes frequências de resonância.
• Colchão de ar é um bom desacoplador.
• Construção bem vedada é um conceito chave. O som, como o ar e a água passa através de qualquer coisa.
• O som bate e volta, em superfícies paralelas.

Um dos conceitos mais simples de entender e apreciar é o da placa acústica. É extremamente eficaz para absorver o som ambiente, reflete o som e ajuda a tornar salas com uma sonoridade melhor. A placa acústica contribui no isolamento sonoro e possui algumas propriedades interessantes (principalmente nas alta frequências), mas não é suficiente por si só para isolar o som. Uma placa acústica densa (grossa) é melhor na absorção da baixa frequência. Controlar o som refletido dentro de uma sala é extremamente importante para a produção de boas gravações. É impressionante o que uma placa acústica de 5cm pode fazer por sua sala.

No próximo artigo vamos falar um pouco sobre o conceito de Bass Traps.

Fique ligado!

4 comentários:

Anônimo disse...

Muito legal. Vou aguardar. obrigado

W-Max disse...

e aê manow .....
eu estou querendo fazer um
"HOme-Estudio" em meu quarto ....
Estou precisando de orientações c vc puder ajudar AGRADEÇO *** vou passar meu MSN aí te explico melhor *** valewwwwwww
MSN wagpirulito1@hotmail.com

NOME: Wagner

Rogério disse...

Brother gostei muito do seu Blog, procurei diversas links na net sobre HomeStudio e o seu é muito bom, pena que vc não está postando mais.

Obrigado pelas informações.

Rafael Contatori disse...

Obrigado pelo post. Realmente não estou conseguindo um tempo para atualizar os posts. Quem sabe mais pra frente um pouco. Vou tentar. Um abraço. Rafael